O cantor Hélio Borges lança projeto e faz a diferença no meio evangélico. O artista lançou “Lázaro”, música que é já uma das referências para o meio cristão. A canção segundo o artista, reflete o poder de Deus de poder reviver tudo aquilo que morreu ou se perdeu“.

A música que foi lançada no mês de setembro faz parte dos novos projetos que a cantor preparou para este ano e está disponível em todos os aplicativos de música no YouTube.

A canção foi gravada no mês de maio, na Live “WORSHIP LIVE ENTRE AMIGOS” 2020. O projeto realizado pelo cantor e sua banda, contou com convidados e a participação dos cantores Clayton Olee da banda Disco Praise, DD Júnior, Jhonas Serra e a banda Arena louvor.

Um dos detalhes que chama a atenção é, que a música é autoral fala sobre Fé e da importância de acreditar em Deus nesse momento de pandemia onde muitos perderam ou deixaram de acreditar em Deus.

“Lázaro” chega nas plataformas digitais pela ONErpmGospel, que tem dado todo suporte aos lançamentos do artista, com a distribuição de suas músicas, e pelo selo Saramusic que esta faz administração de seu canal via network da empresa.

Perguntado sobre o processo de gravação o cantor respondeu

“Quando começamos a preparar a música “Lázaro” percebemos que seu propósito certamente seria de levar as pessoas que se perderam ou estão mortas na fé a resgatarem seus sonhos mais profundos e terem sua esperança renascida, acreditando em si mesmas novamente. Entender isso foi para nós uma imensa motivação!

A minha oração hoje é que todos aqueles que ouvirem essa canção, tenham a certeza que mesmo em tempos de muita dificuldade nem tudo está perdido e que pelo poder que há no nome de Jesus, a esperança irá se renovar e se preciso for Ele irá ressuscitar, voltará a dar vida e fará coisas grandiosas em sua vida!”, conta Hélio Borges.

com informações: Conttei

Aline Barros é um dos nomes mais fortes do cenário musical gospel e reúne milhares de fãs pelo Brasil e no mundo.

A cantora gospel Aline Barros acaba de publicar nas redes sociais o lançamento do seu nome clipe, intitulado “Amor de Vida”. O lançamento do clipe será no próximo dia 12 de agosto às 11h no canal da Aline Barros no Youtube.

“Muita expectativa!!!Lançamento do clipe Autor de vida dia 12/08 as 11h no meu canal YouTube Aline Barros. Compartilha aí galera”, Aline Barros escreveu no Instagram

Aline Barros é um dos nomes mais fortes do cenário musical gospel e reúne milhares de fãs pelo Brasil e no mundo.

Carioca, do subúrbio da Penha, Aline Barros desde pequena tinha interesse pela música gospel, acompanhando o pai em seu ministério de pregação.

Aline Barros já compôs canções de sucesso com vários nomes da música gospel, como Luiz Arcanjo, Davi Sacer, Anderson Freire, Fernandinho, dentre outros.

Em fevereiro de 2013, a cantora foi citada pelo jornal norte-americano The New York Times, que mostrou seu grande reconhecimento pelo mundo e citando que “cantores protestantes também tem milhares de fãs, como Aline Barros, uma cantora ganhadora do Grammy, com quase um milhão de seguidores no Twitter”.

No mesmo ano a revista Billboard divulgou o ranking dos artistas mais ativos em sites das redes sociais mais importantes do mundo, sendo também citada pela revista Forbes, como um dos 100 brasileiros mais influentes de 2013. No “Top50 Social Billboard”, Aline Barros ocupou o trigésimo segundo lugar em popularidade, sendo a única brasileira a aparecer na pesquisa..

 

fonte:

O buxixo Gospel

Chorão morreu em 6 de março de 2013 por overdose de cocaína

 

A cantora gospel Priscilla Alcantara nunca fez questão de esconder as suas referências musicais e artísticas. Suas maiores influências variam de Michael Jackson a Chorão, que era vocalista da famosa banda de rock brasileira Charlie Brown Jr.

Chorão morreu em 6 de março de 2013 por overdose de cocaína. ele foi encontrado morto em seu apartamento em São Paulo onde morava.

Em sua live, Priscilla revelou ser uma grande fã de Chorão, e cantou algumas músicas do rockeiro.

Nessa quarta-feira (05), a cantora compartilhou nos Stories do seu Instagram, uma publicação do Rapper Projota, que homengeia o artista.

“Não é dia de TBT mas a saudade não liga pra essas coisas, e muito menos ele ligaria! Só queria deixar minha energia aqui pra todos fãs e amigos que sentem falta desse irmão por aqui,” escreveu Projota.

 

 

 

fonte:

Renato Vieira

Os vereadores de São Paulo aprovaram substitutivo do projeto de lei enviado pela prefeitura sobre as aulas de ensino infantil no meio da pandemia. A proposta foi aprovada por 32 parlamentares – 17 votaram contra. Agora, o texto segue para ser sancionado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB).

Município poderá comprar vagas em escolas privadas para suprir demanda

© Werther Santana/Estadão Município poderá comprar vagas em escolas privadas para suprir demandaO texto já havia sido aprovado pela Câmara em 1º turno, na semana passada. Uma emenda do presidente da Câmara, vereador Eduardo Tuma (PSDB), foi aprovada e incorporada ao texto enviado pela prefeitura, determinando que a decisão de retorno às escolas caberá aos pais enquanto durar a pandemia.

“Não se trata de transferir a responsabilidade aos pais, mas, sim, dar proteção legal àqueles que decidirem manter os filhos no ensino remoto”, afirma Tuma.

O texto não estabelece data certa para a volta às aulas e prevê aprovação automática para os estudantes no ano letivo de 2020 e um projeto de recuperação da aprendizagem em ensino integral.

Um trecho do texto que gerou polêmica entre os vereadores da oposição foi a autorização de compra de vagas em escolas privadas, já que a demanda para ingresso nas escolas municipais aumentou na pandemia. Outro ponto de discórdia é a possibilidade de contratar professores em medida de emergência para substituir profissionais e funcionários que estão afastados por algum motivo.

A sessão foi tumultuada. O vereador Camilo Cristófaro (PSB) disse ser contra a volta dos alunos às escolas este ano. “Não estamos fazendo palanque. Não existirá uma vacina pelo menos para o meio do ano que vem”, afirmou. Já Fabio Riva (PSDB), alinhado ao prefeito e líder do governo na Câmara, disse que o município tem de garantir o ensino em instituições que não são da prefeitura. “Ninguém aqui está fazendo negócio. Estamos garantindo a educação das crianças. As crianças vão ficar fora da escola?”.

Na última quinta-feira, 30, o prefeito Bruno Covas já havia sinalizado durante coletiva de imprensa que as aulas presenciais só seriam retomadas após a liberação pela área de Saúde do município. “Quem vai definir a data de retorno às aulas não é pressão política do grupo A, B ou C. Quem vai definir a data é a área da saúde. Foi a área da saúde que solicitou que a gente suspendesse as aulas e somente quando a área da saúde entender que é possível a volta às aulas é que nós voltaremos às aulas de São Paulo”, disse.

 

fonte:

Estadão

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira, 5, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 9/2020, que autoriza a extinção de créditos tributários devidos pelas micro e pequenas empresas integrantes do Simples Nacional.

O anúncio foi feito durante transmissão pelas redes sociais. Ao lado dele estavam os deputados federais Marco Bertaiolli (PSD-SP) e Gutinho Ribeiro (Solidariedade-SE), além do senador Jorginho Mello (PL-SC), que relatou a matéria no Senado.

Continua após a publicidade

Segundo o presidente, a medida visa garantir a preservação de empregos durante a pandemia do novo coronavírus. O projeto havia sido aprovado em julho e aguardava sanção presidencial.

“Estamos fechando basicamente o leque para manutenção de empregos no Brasil”, disse Bolsonaro durante a live. O senador Jorginho Mello disse que o projeto vai garantir a sobrevivência dos pequenos negócios. “Isso vai de encontro a tudo aquilo que o micro e pequeno empresário sempre sonhou.”

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República afirma que “a iniciativa tem o objetivo de autorizar a extinção de créditos tributários devidos pelas microempresas (MEs) e Empresas de Pequeno Porte (EPPs), que participam do Simples Nacional, por meio de transação resolutiva de litígio. Com isso, os créditos da Fazenda Pública, em fase de contencioso administrativo ou judicial ou inscritos em dívida ativa poderão ser extintos mediante transação.”

O projeto facilita a renegociação de dívidas dessas empresas com a União nos termos da Lei do Contribuinte Legal (Lei 13.988, de 2020). A lei, sancionada em abril deste ano, permite ao governo fazer negociações chamadas de transações resolutivas de litígios quanto a dívidas com a União, seja em fase administrativa, judicial ou em fase de créditos inscritos em dívida ativa

Continua após a publicidade

O PLP prevê também a prorrogação do prazo para enquadramento no Simples Nacional para as micro e pequenas empresas. Essa prorrogação ainda será regulamentada pelo Comitê Gestor do Simples Nacional.

Dívidas com a União

O presidente Jair Bolsonaro assinou em outubro de 2019 a Medida Provisória (MP) do Contribuinte Legal, que visa a regularização e resolução de conflitos fiscais entre a administração federal e os contribuintes devedores da União.

Na ocasião, Bolsonaro afirmou que, além de “dar uma segunda chance a quem não deu certo no passado e tem uma dívida grande” e tornando o ambiente de negócios mais leve e mais empreendedor no país.

 

Copom corta Selic para 2% ao ano

 

 

fonte:

VEJA.com

TÓQUIO (Reuters) – A economia do Japão encolheu a uma taxa anualizada de 2,2% entre janeiro e março, inalterado após uma segunda revisão, de acordo com dados do Escritório do Gabinete nesta segunda-feira.

A mediana das previsões de economistas para o Produto Interno Bruto (PIB) era de contração de 2,8% em uma pesquisa da Reuters.

Em uma base trimestral, o PIB encolheu 0,6%, também inalterado em relação à segunda leitura preliminar e ante uma previsão de queda de 0,7%.

O governo publicou revisões adicionais ao PIB no trimestre de janeiro a março, refletindo os dados revisados de gastos de capital do Ministério das Finanças, que inicialmente atraiu menos entrevistados do que o habitual devido a paralisações relacionadas ao coronavírus.

Acesse as tabelas completas no site do Gabinete: https://www.esri.cao.go.jp/en/sna/sokuhou/sokuhou_top.html

(Reportagem de Kaori Kaneko)

fonte:

Reuters

Kym Souza

© Hiroyuki Oki/DesignboomDe acordo com pesquisas publicadas recentemente, a qualidade do ar interior é mais poluída que o ar externo e foi pensando nisso que o escritório CTA creative architects projetou uma casa que “respira”, na cidade de Biên Hòa, no Vietnã.

–© Hiroyuki Oki/Designboom –Com dois andares, a Wall House, como o projeto foi chamado, é composta por oito blocos, todos conectados a uma camada protetora de tijolos ocos e uma vegetação, que fazem a casa “respirar” 24 horas por dia, sete dias por semana.

–© Hiroyuki Oki/Designboom –A casa foi modelada gradualmente por oito espaços separados, cercados por paredes comuns. Esses oito blocos são intercalados e se cruzam em um espaço comum, formado pelas paredes respiratórias.

–© Hiroyuki Oki/Designboom –Elas são compostas por dois elementos. Um sistema de parede aberta é a primeira camada a impedir a entrada de poluição do ambiente externo. Esse invólucro de proteção é feito de tijolos ocos alinhados na direção oposta ao método convencional de construção. Com esse arranjo, esses tijolos ocos permitem a circulação de ar fresco e luz natural na casa. Com características únicas e aleatoriedade na cor, os tijolos com defeito de queima são reutilizados de uma forma nova, harmoniosa e mais ecológica.

–© Hiroyuki Oki/Designboom –O espaço do jardim é a segunda camada para evitar o impacto negativo do ambiente externo no espaço interior. A abundância de vegetação ajuda a limpar o ar e cria uma zona tampão eficaz. Juntas, essas duas camadas protetoras são equivalentes a uma parede padrão, mas a diferença importante é que elas garantem a circulação do ar e da luz, resultando em um espaço mais saudável.

Veja mais fotos do projeto abaixo:

fonte:

Casa.com.br